Ideias de Meninas

Tudo Sobre moda, dicas e ideias para meninas.

This content shows Simple View

Quando custa um seguro automóvel para HB20?

O HB20 é um dos carros mais comprados pelos brasileiros, além de ser o sonho de consumo de muitas pessoas. Mas você sabe ao certo preço do Seguro Automóvel para HB20?

Essa é uma dúvida muito comum tanto dos amantes do veículo, quanto das pessoas que tem interesse em adquirir esse bem. Ao saber o valor do seguro, será possível que você se precaveja contra imprevistos, que podem ocorrer com qualquer pessoa.

Seja qual for o modelo, o Seguro Automóvel para HB20 será muito importante para você. Portanto, não perca tempo e faça agora mesmo seu seguro. Mas se você tem dúvidas sobre como fazer essa ação, te daremos algumas dicas neste artigo.

Saiba aqui quanto irá pagar, como fazer a cotação e quais os benefícios do Seguro Automóvel HB20.

Quanto custará um Seguro Automóvel para HB20?

Se você está lendo este artigo, significa que tem interesse em comprar um HB20, certo? Um Seguro Automóvel para HB20 custa uma média R$2.800 reais.

No entanto, é importante que você entre em contato com uma seguradora para saber o valor exato dele. Isso porque o preço pode variar de acordo com a idade da pessoa, sexo, cidade, entre outros fatores importantes.

Em 2018, o valor médio deste carro custou R$3.700 reais, portanto, este ano ele está custando um pouco mais barato que nos anos anteriores.

Como posso cotar o Seguro Automóvel para HB20?

Essa é outra dúvida muito recorrente para muitas pessoas. O Seguro Automóvel para HB20 é super simples de ser cotado. Basta você entrar em contato com uma seguradora de confiança e enviar os dados solicitados por ela.

Através desse formulário, a empresa estará apta a te passar um orçamento, de acordo com o seu perfil. Outrossim, você terá acesso a todos os seus direitos em relação às coberturas, proteções e outras coisas importantes.



Quando custa um seguro automóvel para Kwid?

Se você está fazendo o seu planejamento financeiro do ano, você precisa ter uma noção dos valores das suas contas. Assim, você consegue organizar melhor o seu orçamento. E com o seguro veicular não fica diferente, é um serviço necessário, mas que pode ter o preço muito variado.

Então, se você veio até aqui para procurar o preço do seguro do seu veículo, você veio no lugar certo. Reunimos as cotações de diversas seguradoras espalhadas pelo Brasil, para conseguir fazer uma média realista de quanto você pagará no seguro do seu carro.

Qual é o preço médio do seguro automóvel Kwid?

O seguro automóvel Kwid possui um preço médio de R$ 2.327,00, porém, esse preço pode variar bastante, para mais ou para menos, de acordo com o perfil do motorista e do seu veículo. 

A variação do preço do seguro pode ir de acordo com o perfil do contratante, do modelo e do ano do veículo. Por isso, separamos para você ter uma noção de valores, a média de preços do seguro automóvel Kwid em algumas cidades do país. Confira abaixo:

Preço médio do seguro automóvel Kwid no Rio de Janeiro

O preço médio do seguro Renault KWID Intense 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Cachoreiras de Macacu-RJ é de R$ 1.100,00.

Preço médio do seguro automóvel Kwid em São Paulo

O preço médio do seguro Renault KWID Intense 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Indaiatuba-SP, é de R$ 1.272,12.

Preço médio do seguro automóvel Kwid em Brasília

O preço médio do seguro Renault KWID Intense 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Brasília, é de R$ 3.300,00.

Preço médio do seguro automóvel Kwid no Ceará

O preço médio do seguro Renault KWID Zen 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Fortaleza-CE, é de R$ 2.900,00.



3 Dicas para escolher o melhor seguro auto para você

Muitas pessoas desejam contratar seguro auto para se sentirem mais seguras e tranquilas em relação aos problemas de trânsito.

Mas, a maioria delas não sabem como escolher a melhor administradora de seguros. Para te ajudar, listamos 3 dicas de como escolher o melhor para você. Confira e saiba mais!

Seguro auto: escolha a cobertura que precisa

O seguro auto ideal é aquele que oferece todas os serviços que você necessita. Por isso é importante que você contrate uma cobertura que atenda às suas necessidades.

Nesse momento, é interessante conversar com o gerente da administradora de seguros, para saber quais são os serviços oferecidos pela empresa e os seus respectivos valores.

Para definir a melhor cobertura, você pode responder estas perguntas e descobrir quais os serviços precisa.

  • Em quais horários você usa o carro? Se utilizá-lo em horários perigosos, o ideal é ter cobertura de ressarcimento para casos de roubo e furto;
  • Você mora em um local distante? Se morar, o ideal é ter assistência nos casos de pane no carro;
  • Na região onde mora, ocorrem casos de desastres naturais com muita frequência? Se sim, contrate seguro com cobertura de assistência em situações de desastres naturais.

Seguro auto: compare as seguradoras

É importante comparar as seguradoras umas com as outras para avaliar qual a melhor administradora do mercado.

Então, antes de contratar qualquer seguro auto, analise os prós e os contras de cada instituição para só depois fechar negócio. Assim é possível encontrar e contratar a seguradora que oferece mais vantagens.

Seguro auto: escolha valores que cabem no seu orçamento

É importante fazer negócio com administradoras que oferecem um bom custo-benefício, atendendo às suas necessidades com valores de mensalidade que cabem no seu bolso.

Antes de fechar negócio, recomendamos que faça uma simulação de orçamento para escolher a administradora que oferece os custos mais baixos. Assim, você não terá problemas em relação ao pagamento e ficará bastante satisfeito!



Empréstimo para Mei: Conheça o empréstimo para MEI

O mercado de trabalho tem se atualizado nos últimos tempos e como consequência, muitas pessoas tem se tornado Microempreendores. No entanto, muitos deles têm dúvidas sobre muitas questões voltadas à formalização e principalmente a empréstimo para MEI.

Embora trabalhar de carteira assinada possa trazer muitos benefícios como facilidade em empréstimos, ser MEI também tem as suas vantagens. Um desses benefícios é ter condições especiais em algumas ações, por ter um CNPJ e ter descontos com seus fornecedores.

No entanto, alguns empreendedores se questionam quanto ao empréstimo para MEI. Como realizar? Qual o momento certo? Neste artigo, daremos algumas dicas que você pode realizar um empréstimo para MEI.

Como solicitar um empréstimo para MEI?

Instituições bancárias como Caixa, BB e BNDES disponibilizam empréstimo para MEI, ou empreendedores individuais. Muitos bancos oferecem essa facilidade de crédito para empreendedores, e em alguns locais, há empréstimos para quem quer investir em equipamentos novos ou até mesmo pagar dívidas.

Outrossim, através da internet você pode solicitar um empréstimo para MEI através de plataformas que trabalham com esse tipo de negócio. Basta entrar na página da empresa, preencher alguns dados pessoais e valor que precisa e aguardar a aprovação, dentro de algum tempo. Essa é uma forma simples e segura de fazer um empréstimo.

Quem pode solicitar?

Qualquer pessoa que possua um cadastro de CNPJ pode conseguir um empréstimo. No entanto, se você ainda não formalizou o seu negócio, basta entrar no Portal do Empreendedor e realizar essa ação agora mesmo.

Quais os benefícios?

As vantagens podem ser muitas. Através do seu pedido online, você poderá obter o empréstimo de forma segura e rápida. Os juros podem ser menores, por você ser MEI e as facilidades de pagamento podem ser muitas, como o aumento na quantidade de parcelas.



Consultar CPF: Como fazer consulta de CPF negativado online

Consultar CPF é muito importante para acompanhar como está a situação do seu nome na praça. É consultando o CPF que você pode descobrir, por exemplo, se está negativado (nome sujo) ou se o seu Score aumentou ou diminuiu. Dessa forma, você vai poder conhecer as condições e maneiras de regularizar a situação e aumentar o seu score.

Ao precisar realizar uma compra de alto valor, é comum o consumidor querer parcelar. No entanto, para facilitar o pagamento para você, o primeiro passo que a instituição irá fazer é consultar CPF na internet e avaliar qual o seu Score e se você possui restrições atreladas a ele.

Se a resposta for positiva, você pode não conseguir realizar o pagamento parcelado ou contar com altas taxas de juros.

Isso acontece porque ao atrelar o seu nome junto aos Órgãos de Proteção ao Crédito, como Serasa e SPC, por exemplo, é possível analisar todo seu histórico de inadimplências. E ao encontrar essas informações, as instituições conseguem avaliar o grau de risco que seria vender algo a prazo para você. Ou seja, eles avaliam que como você não arcou com o pagamento à outras instituições, pode não arcar com aquele pagamento também.

Consultar CPF: Como regularizar a situação?

Se você já está negativado, ao acessar os sites dos órgãos de proteção e consultar CPF, você conseguirá ver as instituições que adicionaram seu nome à lista e tentar contato para negociar.

Uma outra alternativa é solicitar um empréstimo para quitar todas as dívidas. No entanto, quando há restrição no CPF, alguns bancos e financeiras não aceitam conceder o empréstimo para você. E, quando aceitam, as taxas de juros são bem mais altas que a média praticada no mercado.

Após quitar todas as suas dívidas, as empresas têm até 5 dias para retirar seu nome da lista de inadimplentes. Por isso é tão importante consultar CPF com frequência.

Seja como for, a melhor forma é manter suas finanças sob controle. Assim, seu Score aumenta e quando precisar solicitar empréstimos e melhores condições para pagamento, você conseguirá as opções mais vantajosas para você.

Até a próxima.



Como controlar suas vendas na maquininha de cartão de crédito

Facilita muito a vida dos clientes a maquininha cartão de crédito. E isso também serve para o comerciante. É mais vantagens para todos. Mas será que tudo são flores? Não perca o controle!

Para ter um bom gerenciamento financeiro da sua empresa, controlar suas vendas na maquininha cartão de crédito é importante.

Assim, você evita surpresas desagradáveis. Afinal, mesmo descobrir que há mais dinheiro do que se pensava pode ser um problema. Isso porque você terá que responder fiscalmente sobre esses valores e não é bom não saber de onde saíram.

Conferências de maquininha cartão de crédito

Para manter seu controle em dia, é necessário se ater a um check list de três conferências. Elas são importantes para saber se todos os processos foram devidamente feitos. E que você terá todos os números necessários em mãos para fazer seus cálculos.

As conferências são:

Conferência de vendas: você sempre deve ficar atento ao processamento das vendas. Confira o valor bruto para saber se a operadora creditará em sua conta a quantia esperada.

Conferência de taxa de venda: há muitas tarifas colocadas em cima de cada operação sua. Vão desde tarifas de aluguel de máquina a taxas de serviço de operadora. Cada bandeira tem valores diferentes e vendas parceladas oferecem outras cobranças a mais.

Conferência de recebimento: tenha certeza de que o pagamento que você devia receber é efetuado.

Controlando suas vendas com a maquininha cartão de crédito – Passo a passo

Você já sabe o que deve conferir durante o seu controle da maquininha cartão de crédito. Agora saiba os instrumentos disponíveis para realizá-lo:

Comprovantes: guarde todos os comprovantes e os balanços diários das vendas da maquininha cartão de crédito.

TEF: Se a sua operadora oferece sistema de Transferência Eletrônica de Fundos, guarde o relatório de vendas. Ele ajuda a averiguar possíveis erros de lançamento de vendas.

Software de gestão ERP: esse tipo de sistema registra suas vendas, desconta as taxas e mostra seus valores líquidos e brutos das transações com a maquininha cartão de crédito.

Conciliador de cartões: em vez de relatórios individuais para tipos de cartões diferentes, você pode contar com softwares que mostram todas as taxas aplicadas. Por todas as bandeiras.

Fechamento de caixa de maquininha cartão de crédito

Essa é a operação mais importante, pois é a que finaliza o seu dia. É o fechamento de caixa de garante que você receba todos os valores e mantenha o controle das operações realizadas.



Seguro viagem internacional: Saiba mais.

Você pode achar que não, mas o seguro viagem internacional pode ser mais importante do que você imagina. Ele vai te salvar de imprevisto e emergências que possam ocorrer durante sua viagem para que o seu passeio não seja arruinado. Continue em nosso post que explicaremos tudo sobre o seguro viagem internacional.

O que é o seguro viagem internacional?

As empresas oferecem o serviço de seguro viagem internacional para auxiliar o viajante durante toda sua viagem. Ele tira todo o stress que imprevisto podem causar, cuida dos problemas, enquanto você aproveita tranquilamente seu passeio.

Por que contratar o seguro viagem internacional?

Quando você visita outros países, está sujeito a um ambiente totalmente novo, que o seu corpo não está acostumado, ou seja, você está mais propicio a pegar doenças, por conta do comida ou clima diferente, a língua é totalmente diferente e você pode não conseguir se comunicar bem no hospital, ou até mesmo no aeroporto, onde sua a mala pode ser extraviada. O seguro viagem internacional, você não precisa se preocupar com nada disso, pois ele resolve todos esses problemas.

O que está incluso no seguro viagem internacional?

Cada seguradora oferece um pacote de serviços diferente, que depende muito também, do tipo de viagem que você irá fazer. Mas geralmente nos pacotes está incluso as despesas médicas e odontológicas, despesas com farmácia e fisioterapia, translado médico, cancelamento da viagem. Dependendo das coberturas escolhidas, o valor pode aumentar ou diminuir.

Como escolher o seguro viagem internacional?

O ideal, antes de contratar o seu seguro viagem internacional, é realizar diversas cotações. Como explicamos, há diversos tipos de coberturas e é preciso saber o tipo de viagem que será a sua, para contratar somente as coberturas que irá utilizar.

Nós recomendamos que você entre em sites para simular o seguro viagem internacional, como o Multi Seguro Viagem e o CoteCompare. Assim, você avalia e escolher a melhor opção para sua viagem.



Veja tudo sobre o seguro viagem Estados unidos

Ao contrário do que muitos pensam, nos Estados Unidos, não existe saúde pública gratuita. Muito menos para os visitantes. Se você estiver fazendo uma viagem para os Estados Unidos e necessitar de atendimento, você poderá receber atendimento de emergência, no entanto, será cobrado por isso. E esta cobrança pode chegar facilmente às dezenas de milhares de dólares.

Então, para se proteger, ao fazer uma visita aos Estados Unidos, é importantíssimo fazer um seguro viagem. E ainda tem outra questão: apesar de, em teoria, o seguro viagem não ser obrigatório para uma visita aos Estados Unidos, na entrevista para o visto, os funcionários da embaixada tem o direito de negar o visto com base na falta de seguro.

Muitos planos de seguro viagem Estados unidos saem por menos de 100 reais. No caso de alguém com sorte, pode até ser uma economia. Mas, se houver um problema, o prejuízo é muito maior. Imagine ter uma viagem dessas, que costuma ser tão esperada, estragada por uma economia de 100 reais.

Mas como funciona esse o seguro viagem Estados unidos? Quando você necessitar do auxílio que contratou, vai depender do seu acordo. Em alguns deles, a empresa pode comparecer ao local onde você está e fazer o pagamento das despesas; em outros, você pode fazer o pagamento na hora e ser ressarcido posteriormente.

Para escolher um seguro viagem Estados unidos, você precisa primeiro ver o que vai fazer na sua visita aos Estados Unidos. Tem uma diferença grande entre o seguro necessário para fazer um salto de paraquedas ou passar uns dias na praia. Mas, para todos esses elementos, uma dica importante é não esquecer de exigir seguro para extravio de bagagem. É um problema não tão raro de acontecer e pode estragar a sua viagem.

Faça cotações, preste atenção nos detalhes e possíveis condições especiais à sua família (necessidades especiais ou doenças crônicas, por exemplo). Mas, de forma alguma, deixe aberta a possibilidade da sua viagem ser estragada por uma economia tão pequena.



Abrir conta corrente Online: 2 Formas de abrir conta corrente online

Desde quando as instituições financeiras começaram a lançar os sites e apps para dispositivos móveis, muitas pessoas estão trocando as idas ao banco para realizações de operações financeiras pela internet. Uma maneira muito mais rápida e prática, o que acaba economizando tempo, pois o cliente não tem que ir até o seu banco para fazê-las.

Vendo isso, surgiram novas instituições financeiras com conta corrente totalmente digitais. Essas contas são muito praticas, e na maioria dos casos, muito mais baratas. As contas digitais permitem realizar todas as transações que uma conta corrente tradicional permite. Qualquer pessoa com um CPF e maior de 18 anos consegue abrir conta corrente online.

Abrir conta corrente online

Se você se interessou pelas contas digitais e gostaria de abrir conta corrente online. Separamos as duas formas que você consegue realizar esse processo, rápido e sem complicação. Confira a seguir:

Abrir conta corrente online: Forma 100% online

Se você quer abrir conta corrente online sem ter que ir até uma agência para concluir o processo, você precisa procurar um banco online. Hoje, existem várias opções desses bancos, que fogem dos nomes tradicionais que conhecemos.

O processo de abertura nesses bancos é bem simples. Você precisa fazer o download do aplicativo da instituição financeira e seguir o passo a passo, com o preenchimento das suas informações. Nesses bancos, para confirmar a sua autenticidade, você precisará enviar fotos dos seus documentos, e após isso, tirar uma selfie. Alguns bancos, por segurança, pedem que você grave um pequeno vídeo com o seu documento na mão.

Após isso, eles demoram cerca de 3 dias para te passar as informações da sua conta.

Abrir conta corrente online: Online + presencial

A maioria das instituições financeiras tradicionais, ao oferecer a opção de abrir conta corrente online, você consegue fazer todo o preenchimento de dados online. Porém, para concluir a abertura da conta, você precisa ir em uma agência bancária física.



Investimentos em ações: Conheça os fundos ideais

Hoje em dia qualquer um pode ser um investidor. A única condição para isso é ter dinheiro para aplicar. Mas, saiba que esse dinheiro não precisa ser um alto montante, muito pelo contrário.

Atualmente muitos bancos oferecem investimentos em ações para iniciar com valores baixíssimos, começando em trinta reais. Por isso, não existe mais desculpa para não aplicar o seu dinheiro e receber rendimentos.

É verdade que, para fazer investimentos em ações, é preciso estudar. É preciso saber quais são as melhores aplicações, quais valem mais a pena pelo dinheiro que você tem disponível e etc. Porém, para isso, existem hoje em dia muitos sites e vídeos na internet que explicam detalhadamente cada ponto para te ajudar a se tornar um investidor.

Tipos de investimentos

Existem inúmeros tipos de investimentos em ações hoje em dia. O que diferencia cada um desses tipos é o risco e a rentabilidade.

Tesouro Direto

O tesouro direto é considerado um dos investimentos em ações de menores riscos pois é vinculado ao governo. Esses títulos são emitidos pelo Tesouro Nacional e sua função é captar recursos destinados ao financiamento das atividades públicas.

A forma de recebimento do tesouro direto é de modalidade pré ou pós-fixada. O valor unitário de cada ação é uma estimativa do valor futuro, descontando a taxa de juros.

Poupança

A poupança é a forma mais tradicional e cômoda de investir. Cada banco possui uma conta poupança que já é disponível no momento que você abre a conta. Dessa forma, não é preciso esforços para iniciar esses investimentos em ações.

Basta transferir o seu dinheiro da conta corrente para a conta poupança. O risco desse investimento é muito baixo, quase zero. Porém, consequentemente o lucro também é bem inferior aos mais arriscados.

LCI

O LCI ou também conhecido como Letra de Crédito imobiliário, é um investimento de renda fixa. Ele pode ser feito também pelos bancos. Os recursos desse investimento são de atividades do setor imobiliário. E o investidor recebe uma taxa de rentabilidade anual.




top