Ideias de Meninas

Tudo Sobre moda, dicas e ideias para meninas.

This content shows Simple View

Saúde

Aparelho que mede taxa de oxigênio pode ajudar em diagnóstico de Covid

O Coronavírus deixou seus primeiros sinais em dezembro de 2019, na China. De lá para cá, a Covid-19 vêm atingindo várias regiões e países, deixando infectados e mortes numerosas. A grande questão é: como fazer para solucionar e identificar essa doença, que ainda não tem cura e sequer tratamento? A aposta do momento é o aparelho que mede taxa de oxigênio.

Primeiro, foi recomendado o uso do álcool gel, posteriormente, o uso de máscaras. Houve momentos em que a cloroquina também foi bastante recorrente, porém, pesquisas apontaram que a mesma não poderia solucionar o vírus. Agora, um grande aliado (não para a cura) para a identificação da doença e agravamento da mesma, tem sido o aparelho que mede taxa de oxigênio no sangue, conhecido como oxímetro.

Por que medir a taxa de oxigênio no sangue?

Já foram prescritos os sintomas da Covid-19, mesmo que ‘vira e mexe’ surgem novos sintomas para a lista. Sendo eles: febre, tosse seca, cansaço, dor de garganta, diarreia, dor de cabeça, perda de paladar ou olfato, dificuldades para respirar ou falta de ar, dores e desconfortos. 

Porém, é apontado que dois terços dos infectados não apresentam sintomas, ou seja, são assintomáticos. O grande problema, é que mesmo sem sintomas, estas pessoas podem tanto contaminar outras pessoas, como mudar o caso de uma hora para outra, passando de assintomáticos para estados graves, por exemplo.

Muitas das notificações de mortes, são exatamente assim: pessoas que estavam sentindo sintomas leves ou, até mesmo, nem sentindo sintomas e em poucas horas começaram a sentir muita falta de ar. Essa mudança de quadro, pode ser monitorada pelo medidor de taxa de oxigênio no sangue. Isso porque, segundo os especialistas, quando há comprometimento do sistema pulmonar e respiratório, há uma queda do oxigênio no sangue. 

Sabendo disso, a população infectada que se encontra em isolamento, consegue monitorar todo o funcionamento da respiração e, consequentemente, evitar ir ao hospital já em estado muito grave.

Oxímetro: como medir o oxigênio no sangue?

Se você convive com pessoas do grupo de risco, provavelmente, pense em ter um oxímetro em casa, depois de saber dessa informação de que essa medição pode salvar vidas. Só para você entender, o oxímetro é um aparelho hospitalar que qualquer pessoa pode ter em casa. Inclusive, há muitos pacientes com casos clínicos agudos e crônicos de respiração, que já utilizam em seu dia a dia, para conseguir monitorar o funcionamento do pulmão.

Porém, antes de adquirir qualquer aparelho, é importante que você saiba algumas informações importantes para que o manuseio do aparelho aconteça corretamente e, consequentemente, você consiga monitorar adequadamente a oxigenação do corpo, em casos de infecção do novo vírus.

A oxidação correta do organismo gira em torno de 95% a 100%. Ou seja, qualquer alteração entre esses números, o ideal é ir procurar um médico. Abaixo de 93% o oxímetro já notifica que está abaixo e que é que, talvez, seja necessário tomar alguns cuidados essenciais.

Como apontado em outro conteúdo que produzimos sobre esse assunto, assim como qualquer outro aparelho hospitalar e digital, também existe um percentual de erro dos oxímetros, que é exatamente de 2%. Então, se você realiza um teste rápido e alcança a taxa de 94%, por exemplo, isso significa que o real número de oxigênio que percorre o seu sangue pode ser desde 92% até 96%. Porém, ele é um dos métodos mais eficientes para fazer essa medição e é realmente utilizado dentro de hospitais e prontos-socorros.

Passo a passo: como utilizar um oxímetro 

Nem todo mundo que tem uma queda na oxigenação no sangue,  necessariamente está infectado pela Covid-19. Porém, essas alterações, significam que algo possa estar errado com o seu organismo, especialmente, relacionado a questões respiratórias e pulmonares. 

Para que a medição da quantia de oxigênio no sangue seja feito de maneira adequado, é necessário realizar o seguinte passo a passo:

#1 – Enquanto estiver fazendo a medição, evite grandes movimentações. Essa recomendação vale também para casos de pressão arterial, por exemplo.

#2 – Para que não haja nenhuma alteração, o ideal é que o paciente não utilize o oxímetro de pulso, com esmalte no dedo. Isso pode causar interferência na análise da luz.

#3 – Preste atenção se o oxímetro está posicionado de maneira adequada. Assim como para medir a temperatura do corpo, por exemplo, existe uma posição correta do aparelho hospital, o oxímetro também deve estar “preso” da maneira adequada em seu dedo, lóbulo da orelha, pulso ou pé.

Agora que já sabe o motivo pelo qual o aparelho que mede a taxa de oxigênio no sangue pode ajudar no diagnóstico da Covid-19 e, inclusive, sabe os cuidados necessários para a utilização do mesmo, conheça e tenha mais informações sobre esse aparelho:



Alimentos Orgânicos: O Que Você Precisa Saber Alimentos orgânicos são realmente mais saudáveis? Vale a pena a despesa? Descubra o que os rótulos significam e quais alimentos oferecem o melhor retorno possível.

O que significa “orgânico”?

O termo “orgânico” refere-se à maneira como os produtos agrícolas são cultivados e processados. Embora os regulamentos variem de país para país, nos EUA, as culturas orgânicas devem ser cultivadas sem o uso de pesticidas sintéticos, genes de bioengenharia (OGM), fertilizantes à base de petróleo e fertilizantes à base de lodo de esgoto.

O gado orgânico criado para carne, ovos e laticínios deve ter acesso ao ar livre e receber ração orgânica. Eles não podem receber antibióticos, hormônios do crescimento ou quaisquer subprodutos animais.

Orgânico vs. Não Orgânico
Produto orgânico:Produtos cultivados convencionalmente:
Cultivado com fertilizantes naturais (adubo, composto).Cultivado com fertilizantes sintéticos ou químicos.
As ervas daninhas são controladas naturalmente (rotação de culturas, remoção de ervas daninhas das mãos, cobertura morta e lavoura).As ervas daninhas são controladas com herbicidas químicos.
As pragas são controladas usando métodos naturais (aves, insetos, armadilhas) e pesticidas de origem natural.As pragas são controladas com pesticidas sintéticos
Carne orgânica, laticínios, ovos:Carnes, laticínios e ovos criados convencionalmente
O gado recebe toda a alimentação orgânica, livre de hormônios e OGM.O gado recebe hormônios de crescimento para um crescimento mais rápido, bem como ração não orgânica para OGM.
A doença é evitada com métodos naturais, como alojamento limpo, pastoreio rotativo e dieta saudável.Antibióticos e medicamentos são usados ​​para prevenir doenças animais.
O gado deve ter acesso ao ar livre.O gado pode ou não ter acesso ao ar livre.

Os benefícios dos alimentos orgânicos

Como a comida é cultivada ou aumentada pode ter um grande impacto na sua saúde mental e emocional, bem como no meio ambiente. Os alimentos orgânicos costumam ter nutrientes mais benéficos, como antioxidantes, do que seus colegas cultivados convencionalmente e pessoas com alergias a alimentos, produtos químicos ou conservantes geralmente descobrem que seus sintomas diminuem ou desaparecem quando comem apenas alimentos orgânicos.

Os produtos orgânicos contêm menos pesticidas. Produtos químicos como fungicidas, herbicidas e inseticidas são amplamente utilizados na agricultura convencional e os resíduos permanecem (e) nos alimentos que ingerimos.

Os alimentos orgânicos costumam ser mais frescos porque não contêm conservantes que o fazem durar mais tempo. Os produtos orgânicos são frequentemente (mas nem sempre, portanto, observe de onde é) produzidos em fazendas menores perto de onde são vendidos.

A agricultura orgânica é melhor para o meio ambiente. As práticas de agricultura orgânica reduzem a poluição, conservam a água, reduzem a erosão do solo, aumentam a fertilidade do solo e usam menos energia. Cultivar sem pesticidas também é melhor para pássaros e animais próximos, bem como para pessoas que moram perto de fazendas.

Os animais criados organicamente NÃO recebem antibióticos, hormônios do crescimento ou subprodutos alimentados com animais. A alimentação de subprodutos animais aumenta o risco de doença da vaca louca (EEB) e o uso de antibióticos pode criar cepas de bactérias resistentes a antibióticos. Os animais criados organicamente têm mais espaço para se movimentar e ter acesso ao ar livre, o que ajuda a mantê-los saudáveis.

Carne e leite orgânicos são mais ricos em certos nutrientes. Os resultados de um estudo europeu de 2016 mostram que os níveis de certos nutrientes, incluindo os ácidos graxos ômega-3, eram até 50% mais altos em carne e leite orgânicos do que nas versões convencionais.

Alimentos orgânicos não contêm OGM. Organismos geneticamente modificados (OGM) ou alimentos geneticamente modificados (GE) são plantas cujo DNA foi alterado de maneiras que não podem ocorrer na natureza ou no cruzamento tradicional, mais comumente para resistir a pesticidas ou produzir um inseticida.

Alimentos orgânicos vs. alimentos cultivados localmente

Ao contrário dos padrões orgânicos, não há definição específica para “comida local”. Pode ser cultivada em sua comunidade local, estado, região ou país. Durante grandes porções do ano, geralmente é possível encontrar alimentos cultivados perto de casa em locais como o mercado de um fazendeiro.

Os benefícios dos alimentos cultivados localmente

Financeiro: o dinheiro permanece na economia local. Mais dinheiro vai diretamente para o agricultor, em vez de coisas como marketing e distribuição.

Transporte: nos EUA, por exemplo, a distância média que uma refeição percorre da fazenda até o prato é superior a 2.400 km. O produto deve ser colhido ainda verde e, em seguida, gaseado para amadurecer após o transporte. Ou o alimento é altamente processado em fábricas usando conservantes, irradiação e outros meios para mantê-lo estável para o transporte.

Frescura: A comida local é colhida quando madura e, portanto, mais fresca e cheia de sabor.

Os pequenos agricultores locais geralmente usam métodos orgânicos, mas às vezes não podem se dar ao luxo de se tornar orgânicos certificados. Visite o mercado de um fazendeiro e converse com eles para descobrir quais métodos eles usam.

Compreendendo os OGM

O debate em andamento sobre os efeitos dos OGM na saúde e no meio ambiente é controverso. Na maioria dos casos, os OGM são projetados para tornar as culturas alimentares resistentes a herbicidas e / ou para produzir um inseticida. Por exemplo, grande parte do milho doce consumido nos EUA é geneticamente modificado para ser resistente ao herbicida Roundup e produzir seu próprio inseticida, a toxina Bt.

Os OGM também são comumente encontrados em culturas americanas, como soja, alfafa, abóbora, abobrinha, mamão e canola, e estão presentes em muitos cereais matinais e em grande parte dos alimentos processados ​​que ingerimos. Se os ingredientes de uma embalagem incluem xarope de milho ou lecitina de soja, é provável que contenha OGM.

OGM e pesticidas

O uso de herbicidas tóxicos como o Roundup (glifosato) aumentou 15 vezes desde a introdução dos OGM. Embora a Organização Mundial da Saúde tenha anunciado que o glifosato é “provavelmente cancerígeno para os seres humanos”, ainda existe alguma controvérsia sobre o nível de riscos à saúde decorrentes do uso de pesticidas.

Os OGM são seguros?

Enquanto a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) e as empresas de biotecnologia que projetam OGM insistem que são seguras, muitos defensores da segurança alimentar apontam que nenhum estudo de longo prazo foi realizado para confirmar a segurança do uso de OGM, enquanto alguns estudos em animais indicou que consumir OGM pode causar danos aos órgãos internos, retardar o crescimento cerebral e espessar o trato digestivo.

Os OGM têm sido associados ao aumento de alérgenos alimentares e problemas gastrointestinais em humanos. Enquanto muitas pessoas pensam que alterar o DNA de uma planta ou animal pode aumentar o risco de câncer, a pesquisa até agora se mostrou inconclusiva.

Orgânico significa livre de pesticidas?

Como mencionado acima, um dos principais benefícios de comer orgânicos são os níveis mais baixos de pesticidas. No entanto, apesar da crença popular, fazendas orgânicas usam pesticidas. A diferença é que eles usam apenas pesticidas de origem natural, em vez dos pesticidas sintéticos usados ​​em fazendas comerciais convencionais. Acredita-se que os pesticidas naturais sejam menos tóxicos; no entanto, alguns foram encontrados para apresentar riscos à saúde. Dito isto, sua exposição a pesticidas nocivos será menor ao comer orgânicos.

Quais são os possíveis riscos de pesticidas?

A maioria de nós tem um acúmulo acumulado de exposição a pesticidas em nossos corpos devido a vários anos de exposição. Essa “carga corporal” química, como é clinicamente conhecida, pode levar a problemas de saúde, como dores de cabeça, defeitos congênitos e pressão adicional sobre o sistema imunológico enfraquecido.

Alguns estudos indicaram que o uso de pesticidas, mesmo em doses baixas, pode aumentar o risco de certos tipos de câncer , como leucemia, linfoma, tumores cerebrais, câncer de mama e câncer de próstata.

Crianças e fetos são mais vulneráveis à exposição a pesticidas porque seus sistemas imunológicos, corpos e cérebros ainda estão em desenvolvimento. A exposição em idade precoce pode causar atrasos no desenvolvimento, distúrbios comportamentais, autismo, danos ao sistema imunológico e disfunção motora.

As mulheres grávidas são mais vulneráveis devido aos agrotóxicos de estresse adicionados aos órgãos já tributados. Além disso, os pesticidas podem ser transmitidos de mãe para filho no útero, bem como através do leite materno.

O uso generalizado de pesticidas também levou ao surgimento de “super ervas daninhas” e “super insetos”, que só podem ser mortas com venenos extremamente tóxicos como o ácido 2,4-diclorofenoxiacético (um ingrediente importante do Agent Orange).

Lavar e descascar produtos se livrar de pesticidas?

O enxágue reduz, mas não elimina pesticidas. Às vezes, o descamação ajuda, mas nutrientes valiosos costumam ir pelo ralo com a pele. A melhor abordagem: coma uma dieta variada, lave e esfregue todos os produtos cuidadosamente e compre orgânicos sempre que possível.

O melhor retorno para seus investimentos ao fazer compras orgânicas

Alimentos orgânicos costumam ser mais caros que alimentos cultivados convencionalmente. Mas se você definir algumas prioridades, pode ser possível comprar alimentos orgânicos e permanecer dentro do seu orçamento.

Conheça seus níveis de pesticidas

Alguns tipos de produtos cultivados convencionalmente são muito mais altos em pesticidas do que outros e devem ser evitados. Outros são baixos o suficiente para que a compra de produtos não orgânicos seja relativamente segura. O Environmental Working Group, uma organização sem fins lucrativos que analisa os resultados dos testes governamentais de pesticidas nos EUA, oferece uma lista atualizada anualmente que pode ajudar a orientar suas escolhas.

Frutas e legumes onde o rótulo orgânico é mais importante

De acordo com o Environmental Working Group, uma organização sem fins lucrativos que analisa os resultados dos testes governamentais de pesticidas nos EUA, as seguintes frutas e legumes têm os mais altos níveis de pesticidas, então é melhor comprar orgânicos:

MaçãsPimentão DocePepinosAipoBatatasUvasTomate cerejaKale / Collard GreensAbobrinhaNectarinas (importadas)PêssegosEspinafreMorangosPimentas quentes

Frutas e vegetais que você NÃO precisa comprar orgânicos

Conhecidas como as “15 limpas”, essas frutas e vegetais cultivados convencionalmente geralmente apresentam baixo teor de pesticidas.

EspargosAbacateCogumelosRepolhoMilho doceBerinjelakiwiMangaCebolaMamãoAbacaxiErvilhas doces (congeladas)Batatas docesToranjaCantalupo

Compre carne orgânica, ovos e laticínios, se puder pagar

Enquanto organizações importantes, como a American Heart Association, afirmam que o consumo de gordura saturada de qualquer fonte aumenta o risco de doenças cardíacas, outros especialistas em nutrição afirmam que a ingestão de carnes alimentadas com capim e laticínios orgânicos não apresenta os mesmos riscos. O problema não é a gordura saturada, eles dizem, mas a dieta não natural de um animal criado industrialmente que inclui milho, hormônios e medicamentos.

O que há na carne americana?

De acordo com Animal Feed, animais criados convencionalmente nos EUA podem receber:

  • Vacas leiteiras – antibióticos, subprodutos de suínos e galinhas, hormônios do crescimento, pesticidas, lodo de esgoto
  • Vacas de corte – antibióticos, subprodutos de suínos e galinhas, esteróides, hormônios, pesticidas, lodo de esgoto
  • Porcos – antibióticos, subprodutos animais, pesticidas, lodo de esgoto, medicamentos à base de arsênico
  • Frangos de corte – antibióticos, subprodutos animais, pesticidas, lodo de esgoto, medicamentos à base de arsênico
  • Galinhas poedeiras – antibióticos, subprodutos animais, pesticidas, lodo de esgoto, medicamentos à base de arsênico

Outras maneiras de manter o custo de alimentos orgânicos dentro do seu orçamento

Faça compras nos mercados dos agricultores. Muitas cidades, assim como pequenas cidades, abrigam um mercado semanal de agricultores, onde os agricultores locais vendem seus produtos em um mercado de rua ao ar livre, geralmente com desconto para supermercados.

Participe de uma cooperativa de alimentos. Uma cooperativa de alimentos naturais ou uma mercearia cooperativa geralmente oferece preços mais baixos aos membros, que pagam uma taxa anual para pertencer

Participe de uma fazenda de Agricultura Comunitária Apoiada (CSA), na qual indivíduos e famílias se juntam para comprar “partes” de produtos a granel, diretamente de uma fazenda local. Local e orgânico!

Dicas de compra de alimentos orgânicos

Compre na temporada – Frutas e legumes são mais baratos e frescos quando estão na estação. Descubra quando os produtos são entregues ao seu mercado para comprar os alimentos mais frescos possíveis.

Compras ao redor – Compare o preço de itens orgânicos na mercearia, no mercado dos fazendeiros e em outros locais (até no corredor do freezer).

Lembre-se de que orgânico nem sempre é saudável – Fazer junk food parecer saudável é uma manobra de marketing comum na indústria de alimentos, mas produtos assados, sobremesas e lanches orgânicos geralmente ainda são muito ricos em açúcar, sal, gordura ou calorias. Vale a pena ler cuidadosamente os rótulos dos alimentos.

Por que os alimentos orgânicos costumam ser mais caros?

Os alimentos orgânicos são mais trabalhosos, pois os agricultores não usam pesticidas, fertilizantes químicos ou drogas. A certificação orgânica é cara e a ração orgânica para animais pode custar o dobro. As fazendas orgânicas tendem a ser menores que as fazendas convencionais, o que significa que custos fixos e despesas gerais devem ser distribuídos por volumes menores de produção sem subsídios do governo.

Onde comprar alimentos orgânicos

Para encontrar mercados de agricultores, fazendas orgânicas e cooperativas de supermercado em sua região, visite:

  • Nos EUA: Guia Eat Well ou  colheita local
  • No Reino Unido: FARMA
  • Na Austrália: Diretório de Mercados de Agricultores da Austrália
  • No Canadá: Mercados de agricultores no Canadá


Como algumas técnicas de Yoga ajudam a melhorar a libido

A Yoga é uma tradição milenar, originária da Índia, que trata, essencialmente, de um conjunto de posturas físicas (âsanas) que, em comunhão com as mais tradicionais práticas da meditação, é capaz de transportar um indivíduo para estados superiores de consciência.

Mas há quem encontre na Yoga apenas um conjunto de posturas estimuladoras da libido. Já outros a enxergam como um meio de atingir o equilíbrio mente, corpo e espírito. E há também os que buscam na Yoga apenas uma técnica capaz de despertar as suas potencialidades adormecidas.

E todos estão certos. Todos encontrarão na Yoga uma resposta para os seus anseios, independentemente do estágio dessa busca.

Por isso, segue, abaixo, uma lista com algumas técnicas de Yoga que ajudam a estimular a libido.

Um conjunto de exercícios que, por tabela, abrem caminho para o equilíbrio corpo-mente-espírito.

1.Upavistha Konasana

Essa postura, entre outras coisas, ajuda a melhorar a libido. E ela faz isso ativando a circulação do sangue na região da pélvis, enquanto fortalece toda a extensão do quadril.

Para realizar uma das suas variações basta sentar-se confortavelmente e abrir as pernas (tendo o cuidado de manter os dedos virados para cima).

Logo após, leve o tronco para frente de forma suave e retorne (também suavemente).

Vire para a direita e coloque a mão esquerda do lado da perna e a outra atrás de uma das nádegas. E depois para o outro lado.

Durante os movimentos faça de 8 a 10 inspirações (e expirações) e sinta como a coluna torna-se mais relaxada e destravada.

2.Agachamento malásana

Essa postura é bastante indicada para quem deseja fortalecer os músculos da coxa, melhorar o fluxo do sangue na região do abdômen e do canal vaginal.

E o passo a passo dela também é simples. Basta manter as pernas ligeiramente afastadas e agachar.

Complete o exercício juntando as mãos em forma de oração (na altura do peito) e agache até sentir que as suas nádegas quase tocam o chão.

Permaneça nessa posição e realize de 8 a 10 movimentos de inspiração e expiração, tendo o cuidado de manter as costas eretas o suficiente para sentir toda a extensão da sua coluna.

3.Postura da ponte

Aqui temos uma postura indicada até mesmo para os pouco familiarizados com as práticas da Yoga. E para executá-la basta deitar-se confortavelmente em um colchonete macio e flexionar os joelhos até que eles quase alcancem as nádegas.

Logo após, leve ar aos pulmões e levante os quadris – cuidando para que os braços mantenham-se retos e os ombros unidos de forma natural.

Inspire e expire entre 8 e 10 vezes nessa posição e aproveite-se da sua capacidade de alongar, relaxar e melhorar o fluxo sanguíneo da região da pélvis e de todo o quadril.

4.Postura Bound Angle

Uma outra postura bastante utilizada para a melhora da libido é essa na qual os pés são puxados até a testa.

Para isso, basta sentar-se confortavelmente, afastar os joelhos, segurar ambos os pés (de forma natural e enquanto inspira) e tocar a testa com eles (enquanto solta o ar dos pulmões).

Aqui são as regiões internas da coxa e dos quadris as mais beneficiadas, pois o  sangue irá fluir com mais facilidade na região da pélvis.

Sem contar o fato de que o exercício, por si só, ajuda a combater o estresse e a ansiedade.

Esse artigo foi útil? Deixe a resposta na forma de um comentário, logo abaixo. E continue compartilhando os nossos conteúdos.



Fazer sexo enquanto doente ajuda? 5 coisas para saber quando está se sentindo baixo

No final da estação mais fria do ano, os resfriados e doenças virais começam a se propagar. Existem algumas dúvidas em relação aos hábitos que podemos ter quando estamos doentes, um deles é o sexo pra propor relaxamento. Você quer saber se fazer sexo doente ajuda? Conheça 5 coisas para saber quando está se sentindo pra baixo.

Em alguns casos, realmente é recomendado não fazer sexo, mas o seu médico irá indicar sobre, caso tenha dúvidas. Aqui estão cinco coisas que você precisa saber sobre sexo enquanto está doente. Da próxima vez que um parceiro disser “Tenho certeza de que é seguro, tenho só um pouco de febre”, certifique-se de saber o que está acontecendo.

1. Resfriados não são propagados através de fluidos sexuais

O resfriado comum ou a gripe não podem ser transmitidos via sêmen ou fluido vaginal. A menos que você tenha uma infecção especificamente sexualmente transmissível, não é provável que ela se espalhe por esse meio. Mas isso não significa que o sexo enquanto você está doente com um vírus é totalmente livre de risco, pois o parceiro pode ficar resfriado também.

2. Posso definitivamente ficar doente por ter relações sexuais se o meu parceiro não estiver bem?

Afinal, o sexo é um negócio confuso que envolve muitos fluidos corporais, incluindo saliva e partículas na respiração. Se você está em uma fase contagiosa, é insensato fazer sexo, mas não porque seus genitais são repentinamente radioativos; é porque qualquer interação com alguém em uma fase viral ativa pode causar contágio por outros meios, como tossir ou espirrar.

3. Fazer sexo não reduz a febre

Induzir o suor por atividade excessiva ou aquecer o corpo com muitos cobertores não é uma maneira de quebrar o ciclo de uma febre. O aumento da temperatura do corpo em uma febre é a reação do seu corpo à infecção, uma vez que tenta combater os males por meio do aumento da atividade do sistema imunológico. 

No momento em que você está com febre, você já está doente, e o descanso é a melhor coisa para permitir que o sistema imunológico se recupere, ou seja, o sexo ajuda a aumentar ainda mais a temperatura corporal e pode causar danos.

4. É seguro se masturbar quando você está doente?

Há um mito de que a masturbação esgota os fluidos do corpo e os minerais vitais e deve ser evitada enquanto estiver doente. Se você tem o hábito de se masturbar tão vigorosamente, vai precisar de um cochilo de cinco horas depois, mas é preciso evitar o hábito, se possível, pelas mesmas razões que você evita o exercício excessivo.

5. Fazer sexo não aumenta sua imunidade depois que você já está doente

Parece que a atividade sexual frequente pode aumentar a função do sistema imunológico, reduzindo a probabilidade de doenças posteriores. “Em um estudo, aqueles que tiveram atividade sexual mais frequente apresentaram níveis mais altos de IgA – o anticorpo encontrado na saliva e outros fluidos corporais que nos ajudam a combater certos tipos de doenças”, diz o Dr. Walden. No entanto, isso não funciona quando já se está doente.

Quando estamos doentes é preciso se atentar aos cuidados necessários, além de evitar possíveis hábitos que contribuam para a piora do nosso estado de saúde. Portanto, não tenha vergonha e consulte um médico.



Implante e transplante capilar: diferenças e riscos que você precisa conhecer

Você sabe o que é transplante de cabelo? É um procedimento que remove o folículo capilar de um determinado local que não tem tendência a calvície androgenética e o realoca na região que está calva.

Dessa maneira, os folículos passam pelo processo de transferência para o local onde ele foi realocado e os cabelos desse local voltam a surgir. Porém, os folículos não são removidos de qualquer lugar, mas sim de locais que estejam saudáveis.

Antes de transplantar o cabelo, um hormônio derivado da testosterona chamado DHT é inserido no local que receberá os novos fios – sendo que ele é mais potente 5 vezes do que a testosterona e por isso ajuda na aceitação do cabelo, evitando rejeições futuras.

Isso porque, se no couro cabeludo os receptores para o hormônio não estiverem distribuídos igualmente, você vai continuar perdendo cabelos.

Mas você provavelmente deve ter ouvido falar em dois procedimentos: o implante e transplante capilar. Se está em dúvida sobre isso, leia até o final e descubra mais do assunto!

Você sabia que existe outro tipo de Implante capilar?

O transplante capilar possui também possui outro nome que é: Transplante capilar, mas muitas pessoas chamam de implante capilar.

Apesar dos dois serem conhecidos, chamar de implante capilar é errado, já que essa técnica antigamente utilizava fios sintéticos para a realização do procedimento – o que não é mais permitido por causa da alta taxa de rejeição.

Por esse motivo, os dois procedimentos são conhecidos, mas nos dois o especialista faz o transplante capilar, que é usar o fio de alguma parte do seu corpo que esteja saudável e transplantando para a área calva.

O transplante Capilar pode ser feito em qualquer pessoa que sofre com alopecia androgenética ou perda severa de cabelo, querendo resgatar a autoestima com novos fios.

Mas é importante que você tenha não só as informações básicas, como também procure um especialista para analisar e saber como é o seu caso.

As áreas onde geralmente os fios costumam ser removidos são:

– Parte de trás da cabeça

– Lateral da cabeça

– E de outras partes do corpo também (ou até de outras pessoas doadoras).

Como é a recuperação nesse procedimento?

A técnica pode demorar algumas horas para ser concluída e se a região onde o procedimento de implante / transplante for grande, o médico cirurgião pode escolher fazer em dias diferentes.

Você sabia que usa anestesia? Sim, é normal o uso de anestesia e ela pode ser local, mas a mais comum é a geral. Se for usada a geral, o médico pode preferir que você fique na clínica para observação.

Após procedimento, o especialista recomenda a prevenção contra inflamações e infecções, com o uso de antibióticos e analgésicos. Assim, você consegue aliviar o local inchado pelo procedimento.

Além disso, é comum que ele recomende de medicamentos contra a queda normal dos fios que foram recém colocados e também algum medicamento para o crescimento capilar.

Quais são os principais riscos do implante capilar?

Como qualquer outro tipo de cirurgia, o procedimento de implante / transplante capilar também tem risco. No entanto, assim que os pré-requisitos para um procedimento cirúrgico são atendidos e administrados, ele se torna o mais seguro.

Os riscos comuns em um procedimento de implante capilar são:

  • Infecção;
  • Redução temporária dos fios de cabelo que já existiam antes do procedimento;
  • Dormência;
  • Foliculite;
  • Sangramento;
  • Dor;
  • Inchaço;
  • Cicatriz;
  • Coceira, entre outros.

E aí, já entendeu sobre o procedimento e como ele é adequado para você? Então, compartilhe esse conteúdo com alguém que também precisa dessa informação.



Como Perder Peso Com Esforço Mínimo E Tempo?

Eu vou te confessar algo agora: eu amo ser preguiçosa. Não permeia todos os aspectos da minha vida, mas a preguiça, bem, é bom não fazer nada às vezes. Eu prefiro comer um hambúrguer suculento com anéis de cebola do que salmão assado, ou sentar em um café tomando café e lendo um jornal do que indo para uma corrida. É mais fácil pegar um pacote de Oreos na minha mesa de café do que preparar uma salada. Na verdade, é mais fácil fazer muitas coisas que não são saudáveis ​​em comparação com as coisas que são.

Trabalhar no jornalismo de saúde, no entanto, abriu os olhos para a importância de me manter saudável e em forma. Eu não estou pronto para ter doenças cardíacas, diabetes ou qualquer outra doença crônica tão cedo. Realmente, eu prefiro evitá-los completamente. Isso, junto com o fato de eu sentar em uma cadeira durante a maior parte do dia, é o que me inspirou alguns meses atrás para começar a me exercitar e comer um pouco mais saudável. Mas ser inspirado e permanecer motivado são duas coisas diferentes; o último é muito mais difícil de manter. No entanto, estou aqui exercendo algumas vezes por semana agora. E embora eu não tenha prestado atenção em quanto peso eu perdi, é definitivamente perceptível. Como um cara preguiçoso como eu me acalmou nessa rotina de perda de peso? Aqui está um guia para todas as pessoas preguiçosas por aí.

Vamos começar com algum exercício de alta intensidade

É ridiculamente fácil ser pego em um estilo de vida sedentário. Muitos de nós já estão sentados em nossas mesas por mais de oito horas por dia, apenas para ir para casa e assistir ao último episódio de nosso programa de TV favorito. E não ajuda que o trabalho muitas vezes nos drene de energia durante o dia. Mas isso não é desculpa, não importa o que aconteça, há uma boa chance de você ter 10 minutos em algum ponto do dia para ficar em suas mãos e dedos dos pés e derrubar algumas flexões.

Com isso dito, o primeiro passo deste guia é começar a implementar uma rotina baseada em treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT). O treino científico de sete minutos é um bom exemplo disso. Usando apenas uma cadeira, uma parede e seu próprio peso corporal, os pesquisadores que a conceberam acreditam que ela é capaz de nos ajudar a alcançar a boa forma física. Você pode conferir os exercícios no site do The New York Times , mas é basicamente um treino de corpo inteiro de 12 passos que alterna entre diferentes partes do corpo dando tempo a outras partes para descansar entre elas. Cada exercício deve levar cerca de 30 segundos, com intervalos de 10 segundos.  

“Não se concentre no cardio excessivo” maior perdedor “estilo”, Rania Batayneh, MPH autor do livro best-seller The One One One Diet: The Simple 1: 1: 1 fórmula para perda de peso rápida e sustentada , disse Medical Daily em um email. “Você não precisa começar a treinar para o Homem de Ferro ficar saudável”.

O exercício levará algum tempo para se acostumar, já que será difícil manter o nível de energia com o qual você começou, mas, ei, você está pronto depois de sete minutos. Sete minutos!

Basta ficar ativo

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos 2008 Diretrizes de Atividade Física para os americanos recomenda que os adultos recebam pelo menos 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada por semana. Não é tão ruim quanto parece. Caminhadas rápidas, jardinagem, tarefas domésticas, dança de salão e andar de bicicleta a menos de 10 milhas por hora são atividades aeróbicas de intensidade moderada.   

Isso significa que, junto com sua rotina HIIT, que já é mais intensa, você pode dar pequenos passos para ficar ativo todos os dias. Se você mora em uma cidade, caminhe para o trabalho ou saia do trem uma ou duas horas antes. Se você está acostumado a dirigir para o supermercado, mas é apenas uma caminhada de 15 minutos, então por todos os meios deixe as chaves do carro em casa. Indo para um passeio depois do jantar ajuda também. Se você não é do tipo andando, pegue uma bicicleta, alguns patins ou um skate. Jogar futebol ou futebol, ou até mesmo kickball. Basta fazer algum tipo de esporte que você achar divertido.

Um estudo recente descobriu que as pessoas que jogavam futebol duas vezes por semana durante três meses eram capazes de diminuir o risco de pressão alta, perder alguns quilos e melhorar a condição geral melhor do que simplesmente comer saudável e correr, informou a revista Mens Health. Uma hora de jogo pode queimar até 800 calorias. Enquanto isso, em relação ao ciclismo, o treinador de ciclismo do Reino Unido, Dan Bennet, disse à revista que durante uma viagem de 15 minutos, é melhor alternar entre 15 segundos de velocidade máxima e 15 segundos de velocidade. Após cinco minutos disso, continue em um ritmo normal por cinco minutos antes de repetir o padrão.

Uma vez que você está ativo …

Levará algum tempo para se acostumar com essas rotinas, mas é provável que, com dedicação, você comece a notar resultados. O que você não poderia fazer há duas semanas se tornará muito mais fácil. Isso é quando se esforçar para obter resultados ainda melhores se torna importante. Batayneh recomenda tentar atingir 30 minutos de exercícios de cardio HIIT, seja na bicicleta, elíptico ou esteira, e outros 30 minutos de pesos com uma combinação de abs. “Treinamento de resistência irá manter seu metabolismo queimando mais do que apenas um treino de cardio”, disse ela.

Entrar em uma rotina é a parte mais difícil. Mas ver os resultados não apenas será recompensador, mas também servirá de motivação para continuar. E nesse ponto, seus níveis de energia devem ser maiores do que antes, ajudando você a chegar lá.

O que você come importa também

Aqui é onde eu falho na perda de peso; o homem preguiçoso em mim diz: “Se eu me exercito, então posso comer o que quiser”. Então, continuei comendo burritos Chipotle no almoço – e todos sabemos quantas calorias há neles… e bebendo cerveja algumas vezes por semana. e pedir comida chinesa quando estou com preguiça de cozinhar. Mas agora, alguns meses na minha rotina, estou começando a perceber que não quero mais o mínimo.

Aqui está uma das coisas mais fáceis que você pode fazer para começar a comer de forma mais saudável: livre-se de todos os doces ao seu redor e tome cromofina. Em um vídeo do YouTube , Mario Tomic, fundador da ShockingFit.com , aponta que a preguiça natural de uma pessoa pode ser aproveitada se ela começar comprando as mercadorias certas. Estudos mostram que quando estamos entediados ou mentalmente esgotados – enfraquecendo assim nossa força de vontade – tendemos a comer. Indo ao supermercado com uma lista de alimentos saudáveis, e aderindo apenas a esses itens, eliminará todos os alimentos que você não deveria estar comendo.

Além de eliminar os alimentos gordurosos do seu entorno, manter os níveis de açúcar no sangue estáveis ​​é a chave para manter uma trajetória de perda de peso e ter força de vontade para fazê-lo. O cérebro, como um músculo, cansa-se de ser usado durante todo o dia e precisa de açúcar para restaurar sua energia. As pessoas que não tomam café da manhã provavelmente comerão demais no almoço e até mesmo no resto do dia, disse Batayneh. Isso acontece quando os níveis de açúcar no sangue diminuem pela manhã e, em um esforço para equilibrá-los, “normalmente nos voltamos para o açúcar”, o que nos coloca “em uma montanha-russa”.

Batayneh diz que aderir a uma fórmula 1: 1: 1 de uma proteína, um carboidrato e uma gordura em cada refeição e lanche irá ajudá-lo a perder peso. “Pegue um burrito de frango ou feijão, pule o arroz e escolha queijo ou guacamole como gordura”, disse ela, observando que mais proteína (no feijão e no frango) nem sempre equivale à perda de peso. Além disso, pular carboidratos durante o jantar para aquela garrafa de cerveja ou copo de vinho tarde da noite é a chave para a moderação.

É importante saber que nada disso é fácil. Mas a motivação para realizá-lo crescerá dentro de você quanto mais você mantiver seus objetivos de perda de peso. Para pessoas preguiçosas, “baby steps” é o nome do jogo.



O que é plano de saúde individual?

O plano de saúde individual tem se tornado a primeira opção, para quem deseja ter acesso a uma assistência médica de qualidade. Isso porque, através dele é possível desfrutar de consultas e exames em hospitais e clínicas privadas de excelência.

No entanto, mesmo com tantos benefícios ainda é comum encontrarmos pessoas que não sabem o que é essa assistência. Pensando nisso, elaboramos esse artigo com a intenção de esclarecer esse tema.

O que é o plano de saúde individual?

O plano de saúde individual nada mais é do que uma assistência médica privada, que atende apenas um indivíduo. Com ele, é possível ter acesso a hospitais, clínicas e laboratórios que compõem a Rede Referenciada da operadora de plano de saúde.

Normalmente, esse tipo de plano de saúde oferece atendimentos de urgência, emergência e consultas em especialistas médicos das mais diversas áreas. Para ter acesso a toda essa assistência, os segurados precisam fazer o pagamento mensal do convênio.

Vale a pena destacar que a cobertura deste plano de saúde, pode ser personalizada de acordo com as necessidades de cada segurado.

Como escolher o melhor plano de saúde individual?

Para selecionar o melhor plano de saúde individual para você, é preciso ficar atento às suas reais necessidades. Por isso, antes de fazer qualquer contratação é recomendado que você analise questões como:

  • O plano de saúde cobre a assistência médica que você precisa?
  • Quais os prazos de carência?
  • A Rede Referenciada do plano de saúde é ampla?
  • Que tipo de assistência você necessita? Nacional ou Estadual?

 

Essas são algumas das decisões que você deve tomar antes de procurar um plano de saúde individual. Isso porque, há modalidades que cobrem apenas os serviços básicos, como consultas e exames.

Normalmente esses são os de valores mensais mais baixos. Porém, se você deseja contar com uma cobertura mais completa deve estar preparado para desembolsar uma quantia superior.



Cotação de plano de saúde: 3 Sites para cotar plano de saúde

A gente sabe que nenhuma pessoa é igual. Por isso, existem diferentes opções de planos de saúde, seguradora ou operadora para você escolher. Ser fiel aquela que melhor atenda as suas necessidades.

A cotação de plano de saúde com mais coberturas e um reembolso maior? Tem várias opções! Quer ser atendido naquele hospital do lado de casa ou procura um plano que tenha o médico da sua família? Existe esse plano também.

Vamos neste post mostrar para você três sites para fazer cotação de plano de saúde. Com eles, você vai conseguir encontrar o plano que deseja e que atende às suas necessidades.

Veja três sites para cotar plano de saúde

1.      Ok Planos de Saúde

Além de realizar a cotação de plano de saúde, no site Ok Planos de Saúde você vai encontrar dicas sobre as principais seguradoras de saúde. Tem um pouco de cada no site. Informações importantes na hora de fazer a cotação de plano de saúde.

Para fazer a cotação de plano de saúde, entre no site da OK PLANOS DE SAÚDE e peça para realizar a cotação. Lá você vai inserir o seu nome, telefone, e-mail e enviar uma mensagem solicitação a cotação de plano de saúde. Simples e prático!

2.      Saúde Site

A cotação de plano de saúde pode ser realizar via WhatsApp! Uma forma prática e rápida para saber os valores das operadoras de planos de saúde. Além da cotação de plano de saúde, você também pode conferir as notícias sobre as principais seguradoras.

 

3.      Amil Sampa

Além de fazer a cotação de plano de saúde, pelo site você tem acesso a notícias e consegue fazer a marcação de exames e consultas. No campo cotação de plano de saúde você preenche os seus dados e pronto, vai conseguir saber os preços dos melhores planos.



Amil Total Care: conheça o plano Amil Total Care

Quem sofre de doenças crônicas sabe como é importante ter um plano de saúde que ofereça todo o suporte necessário para prover melhor qualidade de vida, concorda?

A Amil Total Care é um dos benefícios da Amil, o plano de saúde mais conhecido e de alta qualidade do país. A operadora Amil está presente há mais de 30 anos, oferecendo o melhor atendimento, com ampla rede credenciada e alta tecnologia.

Com um conceito inovador de monitorar, tratar e acompanhar a saúde do paciente que precisa de cuidados especiais, a Amil Total Care oferece toda a estrutura necessária para um ótimo atendimento.

Conheça mais sobre esse serviço da Amil e todos os seus diferenciais!

O que é a Amil Total Care?

A Amil Total Care é um Centro de Tratamento, Diagnóstico, Prevenção e Reabilitação da Amil.

Trata-se de um complexo de prevenção com uma estrutura completa para tratar pacientes adultos com doenças crônicas (diabetes, cardiopatia, asma) ou aquelas relacionadas à idade.

Além dos modernos recursos, os médicos são especializados e possuem uma abordagem ética e humanizada.

Quais os diferenciais da Amil Total Care?

Além de possuir médicos altamente profissionais, recursos e estrutura para tratar, diagnosticar, prevenir e reabilitar pacientes com doenças crônicas, o serviço da Total Care ainda dispõe dos seguintes diferenciais:

  • Equipe multidisciplinar – o paciente conta com uma equipe de cardiologistas, nutricionistas, técnicos de enfermagem, endocrinologistas e educadores físicos que trabalham integralmente;
  • Rápido diagnóstico – o diagnóstico é feito no próprio centro médico, o que garante agilidade no atendimento;
  • Exames habilitados – o centro médico da Total Care está habilitado a realizar exames de eletrocardiograma, Holter, MAPA, coleta de sangue, ecocardiograma e ultrassom vascular;
  • Estratégia de prevenção – os profissionais têm acesso às bibliotecas especializadas com internet, palestras, sessões de filmes educativos e aulas que auxiliam nas estratégias de prevenção.

E não é só! A Amil Total Care é o único centro médico de toda América Latina a ser acreditado na Joint Commission International.

E as vantagens da Amil Total Care?

Se a Amil Total Care já é uma vantagem para quem possui o plano de saúde da Amil, imagine as vantagens da própria operadora? Confira abaixo:

  • Oferece atendimento 24 horas;
  • Tem assistência viagem;
  • Possui a maior rede credenciada do brasil;
  • Está presente em todo território nacional;
  • Garante reembolso de consultas e exames;
  • Disponibiliza excelentes prazos de carência;
  • Abrange a Amil Resgate.

As vantagens da operadora mais conhecida do país e os diferenciais mencionados neste artigo sobre a Amil Total Care não termina aqui. O cliente ainda pode ser atendido nos melhores hospitais do Brasil, com ampla referência, como o Sírio Libanês e o Hospital Albert Einstein.

Portanto, se você pensou em contratar um plano de saúde para você e sua família, já sabe onde recorrer. A Amil tem sempre um plano que se ajusta ao seu orçamento e que seja de acordo com a necessidade de sua família.

Não perca mais tempo! Aproveite as vantagens da operadora e utilize o serviço do complexo de atendimentos da Amil Total Care.



Como emagrecer rápido

Emagrecer é uma das metas que as pessoas mais estabelecem a cada ano, pois estar acima do peso ou com gordura acumulada na região do abdome, além de ser prejudicial à saúde, tem um impacto negativo na autoestima de qualquer um. Pode parecer complicado emagrecer rápido, uma vez que, somos nós que devemos ter o controle dos hábitos alimentares e exercícios físicos.

Nos homens pode ser um pouco mais trabalhoso, pois aos 30 anos de idade a produção do hormônio testosterona, responsável pelo bom funcionamento do metabolismo, perda de gordura, desempenho sexual, características masculinos e outras, começa a diminuir. O mesmo auxilia na perda de peso. Muitos acabam por procurar soluções como gel hot grow, pílulas emagrecedoras e outros métodos.

Mas, nada acontece de uma hora pra outra, com dedicação, comprometimento e mudança de alguns hábitos é possível atingir o peso ideal e conquistar o corpo dos sonhos. Comece com uma reeducação alimentar, acrescente ao menos 30 minutos de exercícios físicos por dia, no mínimo de três vezes por semana e tenha uma boa noite de sono.

Dicas de alimentação para emagrecer

Consuma mais proteína

A proteína é um dos nutrientes mais importantes para organismo, a mesma é responsável pela formação das unhas, saúde da pele, cabelos, construção de músculos e outros. Para quem deseja emagrecer e ganhar massa muscular é indicado o consumo de no mínimo 2 gramas por kg.

Se tiver problema em consumir certa quantidade de proteínas no seu dia a dia, você pode optar por suplementar a sua dieta. Lembrando que os alimentos têm a prioridade, portanto, consuma carne de frango, peixe, ovos, carnes magras, leite, queijo branco, vegetais, amendoim, nozes e outros alimentos ricos em proteína.

Gorduras boas

Sabemos em dietas para emagrecer existe o receio sobre as gorduras, porém, as gorduras boas são essenciais para ajudar a controlar os níveis de colesterol, equilibrar o bom funcionamento do organismo, fornecer nutrientes saudáveis e auxiliar no emagrecimento, pois a mesma deixar a pessoa saciada por mais tempo.

Evite alimentos industrializados, farinha branca e açúcar

É muito difícil resistir às tentações alimentares, pois bolos, chocolate, refrigerantes, iogurtes, pizzas, massas e outros, são comidas deliciosas e que proporcionam conforto e prazer. Mas, são os grandes vilões para o acúmulo de gordura, ganho de peso, celulite e estrias. Ou seja, tudo o que não desejamos, por esses e outros motivos como as doenças cardiovasculares e diabetes é essencial começar a diminuir a ingesta dos mesmos ou excluí-los de seus hábitos alimentares.

Substitua o açúcar por adoçante, se possível evite adoçar as bebidas, troque o refrigerante por água com limão, inclua carboidratos integrais ou complexos (batata doce, mandioca…) em sua dieta, exclua os embutidos, enlatados e alimentos processados.

Pode parecer difícil, mas o mais complicado será a primeira semana, após, o organismo começa a se acostumar e vira um hábito. Desse modo você pode perder até 1,2 kg por semana, o que é um resultado considerado rápido ou saudável. Desconfie de métodos que emagreçam 10 kg por mês, pois mesmo que seja possível é prejudicial à saúde.

Dicas de beleza – Blog Lá Folia




top